Estava saindo para o trabalho e comecei a pensar nesse versículo e associá-lo a uma sensação que estava tendo. Eu havia acabado de tomar banho, e me lembrei que minutos antes tinha acordado, mas estava sem vontade de me levantar da cama.
Após o banho, percebi que essa vontade de não sair de casa, de dormir mais algumas horas havia desaparecido, e mais, eu senti uma sensação gostosa de limpeza e frescor… Sentia-me renovada.
De repente percebi que não era em vão, provavelmente, isso aconteça todas as manhãs, mas Deus, naquele momento, trouxe ao meu coração esse versículo: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres…”
Acredito que com nossa alma também aconteça o mesmo processo, o pecado nos faz ficar de olhos fechados, dormindo… E quando um despertador aparece, na forma de um louvor, alguém trazendo o evangelho, uma pregação, não queremos nos levantar, pois o pecado é cômodo, quentinho. E para nos lavar precisamos nos despir de nossas máscaras, nosso egoísmo. É exatamente como trocar uma cama quente por um banho em uma manhã de inferno. E desconfortável sacrificante.
Mas quando enfim deixamos o Espírito Santo de Deus nos encher e nos convencer de nosso pecado, nos erguemos e vamos até Cristo e para sermos lavados.
E o sangue de Jesus faz com que a nossa alma tenha a sensação maravilhosa de limpeza e frescor, e que nos sintamos renovados.
Eu não sei em que situação você está hoje. Talvez esteja como eu, reluta às vezes, pois a libertação não é um processo fácil, mas a cada dia tem aberto espaço para ser purificado pelo sangue do Cordeiro.
Mas talvez você possa nunca ter se permitido levantar, permanece adormecido na cama do pecado, mas hoje é o dia, e agora é a hora. Levante-se, vá até Jesus e Ele o lavará e purificará.
E somente quando Ele nos lava é que nos tornamos verdadeiramente, limpos.
No amor de Cristo.